O curioso caso das pessoas que “ganham dinheiro dormindo” em streaming ao vivo

Antes de dormir ao vivo, o streamed Matthew “Mizkif” Rinaudo lembrou como seria, caso a sua mãe soubesse que ele estava “ganhando dinheiro dormindo”. “Espera até que ela descubra que eu literalmente ganhei dinheiro dormindo. Ela já acha que eu não faço nada, agora”, brincou. Rinaudo ativou um recurso que permite que seus espectadores enviem vídeos ao vivo se eles doarem para a plataforma, e foi dormir.

No canto direito da tela os clipes iam sendo exibidos, enquanto no restante da tela Rinaudo dormia. Horas depois, o streamed acordou, 5.600 dólares mais rico. E ainda deu um Nintendo Switch para um de seus apoiadores. Esta é uma das novas “tendências” no mundo das lives.

Em dias de quarentena, as lives ficaram ainda mais famosas. Seja por artistas que fazem shows ao vivo, ou por pessoas comuns, que conversam sobre vários temas, a prática, apesar de estar em alta, não é novidade. No mundo dos videogames, plataformas como o YouTube ou o Twitch, da Amazon, permite que pessoas joguem seus games ao vivo, conversem com o público, e recebam doações em dinheiro, como forma de manter o canal ativo, e trazerem novidades.

Mas, no Twitch, a “moda” é dormir. Há alguns streamers que já estão acostumados a dormir, com todo mundo olhando, semelhante ao que já estamos acostumados no Big Brother. Chamadas de “festa do pijama” por alguns deles, as sessões ao vivo noturnas contam com conversas, algum gameplay, antes de chegar a “hora de dormir”.

Outra streamer famosana plataforma, a modelo Kaitlyn “Amouranth” Siragusa, também costuma dormir ao vivo. Entre games e vídeos na piscina ou na cozinha, na qual conversa com seu público, ela também faz ASMR, conhecido vídeos com sussurros usados para acalmar, ou mesmo fazer dormir. Durante a transmissão, a cada 20 assinaturas de seus inscritos, ela acionava o alarme de despertar para mais uma hora. Terminando a sessão, ela ativa um som de chuva ambiente, deitou em seu colchão no chão, e adormeceu.

As reações são as mais variadas. No bate-papo da transmissão, que continua ativa para doações, há quem não entende, questionando se há pessoas que realmente a assistem dormir a noite toda. Enquanto outros demonstram gostar de vê-la desta forma, querendo “ver ela dormir todas as noites”. Oito horas depois, Siragusa acordou, se vestiu e pegou seu fluxo no Twitch com um jogo de corrida.

Kacey “Kaceytron” Caviness disse, para a Wired, que uma vez decidiu deixar a câmera ligada ao dormir, e acordou com quase 2 mil espectadores ao vivo. Na maioria das “festas do pijama”, os espectadores podem seguir doando dinheiro para seu streamer preferido, enquanto eles dormem. “Faz uma receita boa pra mim”, explica Kaceytron, que reforça a tendência de que fazem isso, para se manter ao vivo por mais tempo e, assim, gerar mais receita dentro da plataforma.

A tendência está em alta no Twitch, mas não é algo relativamente novo. Um vídeo, de 2017, intitulado “Como eu ganhei 5 mil dólares enquanto dormia por 8 horas”, Paul “Ice Poseidon” Denino, streamer brincalhão da época, dormiu ao vivo, em meio a sons de tiros, batidas nas patas e outros sons aleatórios e estranhos.

Mas hoje, em meio a quarentena, ASMR, estresse, tentativa de relaxamento ou solidão, esta tendência, por mais estranha que pareça, tem ganhado mais adeptos e espectadores. Inclusive, outra rede social famosa hoje em dia, o TikTok, também já está vendo seus usuários adotarem hábitos noturnos. Seja por humor, ou por não se importar em se transmitir desta forma, o fato é que por incrível que pareça, hoje em dia, é possível ganhar “dinheiro dormindo” sim.

%d blogueiros gostam disto: