Reino Unido testa jornada de trabalho mais curta, com 4 dias de trabalho semanal

Assim como a japonesa Panasonic, que incorporou a jornada de trabalho de quatro dias na semana, o Reino Unido também trabalha para tentar incorporar a jornada reduzida, testando o formato em suas empresas.

Dezenas de empresas britânicas se dispuseram à participar de um programa piloto que visa oferecer semanas de trabalho mais curtas para seus funcionários, sem corte de salários e benefícios.

Os testes terão seis meses de duração, com 30 empresas que farão que seus funcionários trabalhem 32 horas semanais, ou quatro dias, sem cortes de salário e perda de benefícios.

As empresas poderão tanto implementar jornadas de quatro dias, ou distribuir a carga de horários em cinco dias, que resultaria em uma jornada de cerca de seis horas diárias. “Mudar para uma semana de quatro dias seria vantajoso para as empresas”, disse Joe Ryle, diretor da Campanha da Semana de Quatro Dias no Reino Unido.

Estudos recentes, feitos em países como Espanha, Nova Zelândia e Islândia, além de outros que serão implementados no Canadá e Austrália, mostram que jornadas de trabalho de quatro dias semanais podem aumentar a produtividade.

Na Islândia, o governo viu que a maioria força de trabalho em seu país, 86%, estão trabalhando por menos horas, onde o bem estar aumentou em muitos indicadores, sendo observados diminuição de estresse e melhora de saúde, além de um melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal. A receita, enquanto isso, permaneceu neutra, nestes testes.

%d blogueiros gostam disto: