A retirada de exigência de testes de vacinados para entrada no Reino Unido começa em 11 de fevereiro

Conforme havíamos publicado anteriormente, viajantes vacinados que chegam ao Reino Unido não precisarão mais fazer o teste de covid. A atualização das medidas, apresentada por Grant Shapps, segue os planos do governo para acabar com as restrições e iniciar o período de convivência com o vírus.

O período de convivência é entendido quando o vírus, apesar de ainda ser transmissível, causa menor pressão no sistema de saúde, além de trazer um número muito menor de óbitos, se comparado com o início da pandemia, em 2020. Ao invés de restrições, o governo planeja manter algumas medidas, educar a população e manter o programa de vacinas.

Atualmente, pessoas vacinadas que buscam entrada no Reino Unido são obrigadas a fazer um teste em dois dias após a chegada. Além de casos em que os passageiros tinham que fazer testes antes mesmo de partir para alguma cidade britânica, vindos do estrangeiro.

“Prometemos que não manteríamos essas medidas em vigor um dia a mais do que o necessário e é óbvio para mim agora que os testes de fronteira para viajantes vacinados perderam sua utilidade”, disse Shapps ao Parlamento.

Em 11 de fevereiro, passageiros chegando ao Reino Unido totalmente vacinados passarão apenas por uma verificação de seu status em um formulário de passageiros. A vacinação completa, por enquanto, não compreende a dose de reforço, sendo entendida como as duas doses, ou dose única, quando a vacina tem essa competência. Menores de 18 anos também serão considerados totalmente vacinados.

Quem não estiver totalmente vacinado não precisará mais se isolar. Será necessário oferecer um teste de covid negativo antes da viagem, e fazer um teste de PCR ao chegar no Reino Unido. “Este é um sistema proporcional que nos aproxima da normalidade, mantendo as proteções vitais à saúde pública”, disse Shapps.

%d blogueiros gostam disto: