Passaportes belgas terão personagens de seus quadrinhos famosos

Os passaportes, comuns por terem um visual mais sóbrio, para cumprirem apenas o seu papel como documento internacional, terão um “algo a mais” para os cidadãos belgas. A partir de hoje (7), a Bélgica emitirá passaportes para seus cidadãos com imagens de personagens famosos dos quadrinhos do país.

Isso significa que, nas páginas em branco dos passaportes, onde são carimbados os vistos pelas autoridades competentes, personagens famosos do país, como o Tintim ou os Smurfs, estarão presentes nas páginas, dando um pouco mais de alegria para os documentos.

Além do famoso repórter de Hergé, que ficou famoso no Brasil após seu desenho ter sido exibido na TV Cultura, nos anos 90, e dos Smurfs, que aqui em nosso país ficaram bem famosos ao terem suas aventuras exibidas no Xou da Xuxa, a Bélgica também conta com outros personagens famosos, como Lucky Luke, um caubói aventureiro, e Blake e Mortimer, um cientista e um espião que vivem aventuras variadas.

A ministra das Relações Exteriores da Bélgica, Sophie Wilmès, disse, em comunicado, que o novo passaporte belga também é “mais seguro graças às novas técnicas de segurança e personalização”, além de afirmar que é “reconhecível graças ao seu design original, que homenageia uma das jóias da cultura belga: os heróis e heroínas das HQs”.

No ranking da Henley & Partners, o passaporte belga é o sexto mais poderoso do mundo, permitindo que seus cidadãos acessem 186 países pelo mundo, sem a exigência de um visto. Sendo “fonte de orgulho” para a nação, ele também é um “objeto de desejo para falsificadores”, onde, as artes em quadrinhos acabam sendo, mesmo que minimamente, um elemento de segurança.

“A introdução deste novo passaporte é também uma oportunidade para destacarmos a 9ª arte, os quadrinhos, que é um elemento central da nossa cultura e da nossa influência no exterior”, disse Wilmès.

A chanceler agradeceu aos editores, autores e detentores de direitos que aceitaram participar do projeto. Ela também enfatizou o reforço na qualidade e segurança do passaporte, mas reconheceu que o custo não aumentaria, o que ela chamou de gesto forte que será custo-benefício para nossos cidadãos.

O site oficial de Tintim, que traz várias informações em relação ao novo passaporte belga, também anunciou uma exposição temporária sobre a história do passaporte da Bélgica no Museu de Arte Cômica (o Musée de la bande dessinée), até seis de março.

A maioria das imagens de Tintim no passaporte vem de histórias clássicas, incluindo Exploradores na Lua, de 1954. E, assim como Tintim rodava o mundo em busca de aventuras, agora o repórter acompanhará os belgas em suas viagens aos mais diversos países do globo.

%d blogueiros gostam disto: