Cinco curiosidades sobre o metrô de Londres que talvez não conheça

O metrô de Londres é um dos elementos mais tradicionais da cidade britânica. Conhecido também como ‘the tube’, é a forma mais simples de andar pela cidade.

Inaugurada em 1963, com a primeira linha elétrica iniciando suas viagens em 1890, o metrô londrino conta com muita história, vivenciando muitos momentos do século XX, que passam, inclusive, quando as estações serviram de abrigo para seus habitantes durante bombardeios alemães na Segunda Guerra Mundial.

Hoje, servindo 1.2 bilhões de usuários por ano, o metrô é um símbolo britânico. E falaremos do Underground, apresentando cinco fatos que talvez você não conheça, sobre o metrô de Londres.

1. A LINHA MAIS ANTIGA DO MUNDO

A Metropolitan Line, que liga Paddington a Farrington, foi a primeira linha de trem subterrâneo de passageiros do mundo, iniciando suas atividades em 9 de janeiro de 1863. É considerado o início do sistema de metrô londrino. Atualmente, parte do trajeto é feito pela linha Hammersmith & City Line.

2. A MARCA DO METRÔ DE LONDRES

O logotipo do metrô de Londres, facilmente reconhecido por sua barra azul em um círculo vermelho, é obra do designer Edward Johnston, que o fez em 1913.

3. SEMPRE TEM UMA ESTAÇÃO PERTO DE ONDE VOCÊ QUER IR

Com um total de 270 estações, o metrô de Londres praticamente leva o cidadão para todas as partes da cidade. A distância mais longa entre estações é de aproximadamente 9.5 km entre Chesham e Chalfont & Latimer, Metropolitan Line. Já a menor distância fica entre  Leicester Square e Covent Garden, 0.26km, na Piccadilly Line, com usuários descendo em Leicester Square e seguir a pé o caminho.

4. EM 1969, A RAINHA ELIZABETH II DIRIGIU UM TREM DA LINHA VICTORIA

Como parte da celebração da inauguração da Victoria Line, a Rainha Elizabeth II dirigiu um trem, guiando-o de Green Park até Oxford Circus. Foi seu segundo passeio em um metrô, sendo o primeiro quando tinha 13 anos. Em 1977, a rainha também participou da inauguração de extensão da Piccadilly Line.

5. O  ICÔNICO MAPA DO METRÔ DE LONDRES FOI INSPIRADO EM UMA PLACA DE CIRCUITO ELETRÔNICO

O mapa do metrô de Londres é bem prático, para se entender melhor seu funcionamento. Apesar de não ser uma representação real do sistema de trens, a ideia mostra com grande facilidade o caminho feito pelas várias linhas. Tal mapa foi ideia de Harry Beck, engenheiro que trabalhava no metrô em 1933. Ele teve a ideia baseada em um circuito eletrônico.

No início, o departamento rejeitou a proposta, dando a Beck apenas £10 (atualmente cerca de £600) por seu trabalho. Mas dois anos depois, modificado, o metrô adotou e usa o mapa até hoje.

%d blogueiros gostam disto: