Ucrânia utilizará tecnologia de reconhecimento facial durante a guerra

O Ministério da Defesa da Ucrânia, em meio à guerra contra a invasão da Rússia, irá utilizar uma ferramenta de reconhecimento facial. A tecnologia utilizada será da startup dos EUA Clearview AI e servirá para “identificar agentes russos, civis e soldados mortos em batalha, para combater a desinformação”.

A empresa responsável pela tecnologia também afirma que seus serviços poderão reunir refugiados que se separaram de suas famílias. A informação foi confirmada pelo consultor da Clearview e ex-diplomata dos Estados Unidos, Lee Wolosky.

Lee afirmou e nota que o país terá acesso gratuito à plataforma, para que as autoridades locais examinem “possíveis suspeitos” em postos de controle em toda a Ucrânia. O Ministério da Defesa da Ucrânia ainda não falou sobre a parceria.

Como funciona

De maneira mais direta ao conflito, o presidente-executivo da Clearview, Hoan Ton-That, explicou que a empresa tem dois bilhões de imagens da VKontakte, rede social muito utilizada na Rússia e na Ucrânia, à sua disposição. Com estas imagens, a startup poderia identificar os mortos de forma mais rápida através do reconhecimento facial, do que as impressões digitais.

Mas a tecnologia gera polêmica. Especialistas contrários a tecnologia de reconhecimento facial afirmam que identificações erradas podem ser feitas, o que pode ter como consequências, prisões e mortes de inocentes. Outros afirmam que a tecnologia pode ser utilizada, mas não deve ser a única forma de identificação disponível.

%d blogueiros gostam disto: