Ucrânia acusa Rússia de bombardear teatro com 1.200 civis abrigados

O conselho da cidade de Mariupol, na Ucrânia, que encontra-se em conflito com forças russas após cerco, afirmou que nesta quarta (16), forças russas bombardearam um teatro onde 1.200 civis estavam abrigados.

Apesar de não se saber números concretos sobre mortos ou feridos, sabe-se que o abrigo anti-bombas no local preservou muitas vidas.

“Outro crime de guerra horrendo em Mariupol (…) O edifício está agora totalmente em ruínas (…) Parem os criminosos de guerra russos!”, postou Dmytro Kulebo, Ministro das Relações Exteriores ucraniano.

Kiev e Kharkiv, que também sofrem pressão russa desde os primeiros dias de guerra, seguem sendo alvo de bombardeios. Relatos do serviço de emergência ucraniano afirmam que prédios residenciais são atingidos, com ao menos 500 civis morrendo em bombardeios russos até o momento, em Kharkiv.

O Ministério da Defesa da Rússia afirma que apenas ataca alvos militares, negando ataques a locais civis.

%d blogueiros gostam disto: