Britney Spears se recusa a enviar US$ 660 mil para mãe por participação em caso de tutela; Entenda o caso.

Britney Spears está negando à sua mãe a coleta de US$ 660 mil para cobrir “honorários advocatícios” da batalha de sua tutela. Em julho de 2021, Lynne Spears entrou com pedido na Justiça dos EUA para que sua filha contratasse seu próprio advogado para representá-la na disputa contra o pai, Jamie Spears.

Conforme o Daily Mail, o advogado Mathew Rosengar foi ao tribunal na última terça em nome da cantora, para argumentar contra uma petição apresentada por sua mãe em novembro, solicitando que Britney pagasse por sua participação no caso.

O advogado afirmou ao tribunal que “não há autoridade legal apoiando a petição” para a coleta dos fundos. Ele ainda listou as despesas que Britney cobriu para sua mãe, no total de aproximadamente US$ 1,7 milhão.

“Por pelo menos uma década residiu em uma grande e expansiva casa de propriedade de Britney Spears em Kentwood, Louisiana, pela qual sua filha também continuamente – e generosamente – pagou serviços de Lynne Spears, serviços telefônicos, seguros, impostos sobre a propriedade, paisagismo, piscina trabalho, controle de pragas, reparos e manutenção’, disse o advogado em documentos legais.

Rosengart também afirmou ao tribunal que Jamie Spears, pai da cantora, tinha “um longo histórico de má gestão financeira”. Ele teria arrecadado mais de US$ 6 milhões como conservador de propriedade de Britney entre fevereiro de 2008 e setembro de 2021, quando o acordo foi suspenso.
%d blogueiros gostam disto: