Dicas importantes para fazer seu carro “beber menos” e economizar com combustível

No Brasil, no Reino Unido e em todo o mundo, o preço do combustível está nas alturas. Seja quais forem os motivos, a realidade é que as bombas nunca estiveram tão caras. Por isso, é importante saber como economizar combustível, para que gasolina, álcool ou gás não seja o maior vilão do seu orçamento.

Por isso, separamos dicas preciosas para que você possa continuar aproveitando seu carro, mas sem deixar o bolso vazio com tantas idas ao posto de gasolina:

1. Dirija mais devagar

Se você dirige mais rápido, a resistência ao ar se torna maior e, com ele, o consumo de combustível. Segundo a Energy Saving Trust, a 140 km/h consome-se 25% mais de combustível do que a 110 km/h.

2. Use menos o ar-condicionado

Apesar de ser um item indispensável por muitas pessoas, o ar-condicionado aumenta de 15 a 20% o aumento de consumo de combustível. Para isso, tente algumas opções, para que a sua necessidade seja menor:

  • Estacionar na sombra
  • Colocar películas de escurecimento nos vidros
  • Desligar o ar-condicionado minutos antes da chegada ao destino (isto, inclusive, evita fungos no sistema)

3. Não ande com a janela aberta a mais de 60 km/h

Se você costuma pegar muito a estrada, não o faça com as janelas abertas. Acima dos 60 km/h, a aerodinâmica do carro pode ser atrapalhada com a entrada de ar, o que ocasiona maior consumo. Neste caso, o recomendável é o uso do ar-condicionado.

4. Reduza o peso do veículo

Segundo o Escritório de Eficiência Energética e Energias Renováveis dos Estados Unidos (EERE), um peso extra de cerca de 40 kg pode aumentar o consumo de combustível em até 2%. Isso significa que, embora prático, manter muita coisa no carro pode acabar influenciando no consumo.

5. Desligue o motor do carro quando possível

Mesmo se for uma pequena parada, mas de mais de um minuto, o ideal é desligar o motor do carro. É um minuto a mais de consumo que, embora pouco, pode fazer diferença se feito com frequência.

6. Mas nunca ‘desça na banguela’

O conceito de descer “na banguela”, ou seja, de colocar no ponto morto para uma descida, fazia sentido com carros a carburador. Já em carros de 30 anos, que já possuem injeção eletrônica, tal prática não faz nenhum resultado. Pois na injeção eletrônica, o carro em ponto morto segue enviando combustível ao motor, enquanto num carro engatado, o combustível só é injetado ao pisar no acelerador.

Há ainda muitas outras dicas, envolvendo o calibrar semanal de pneus e manutenção regular do carro. Mas uma em especial ainda é mais importante: que tal, dependendo da distância, deixar o carro em casa e ir a pé ao seu trajeto? Assim, você economiza combustível, e ainda ajuda sua saúde.

%d blogueiros gostam disto: