Ucrânia busca soluções de “longo prazo” para vencer guerra contra Rússia

Para superar a Rússia em guerra travada no país desde fevereiro deste ano, a Ucrânia busca “soluções a longo prazo”. O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, fez esta afirmação em conversa com países do G7 e da OTAN.

“Vim aqui hoje para discutir três coisas mais importantes: armas, armas e armas. As necessidades urgentes da Ucrânia, a sustentabilidade dos suprimentos e soluções de longo prazo que ajudarão a Ucrânia a prevalecer”, escreveu Kuleba nas redes sociais.

A Ucrânia também exige que um embargo total de petróleo e gás da Rússia sejam executados. “Acho que o acordo que a Ucrânia está oferecendo é justo. Vocês nos dão armas, sacrificamos nossas vidas e a guerra está contida na Ucrânia”, disse ele.

Kuleba ainda pediu à Alemanha uma maior aceleração para a entregas de armas prometidas, entre eles aviões, mísseis, blindados e sistemas de defesa aérea. A ministra das Relações Exteriores da Alemanha, Annalena Baerbock, se ofereceu para realizar outra reunião dos ministros das Relações Exteriores da Otan em maio em Berlim.

Com uma guerra que se estende por mais de 40 dias, a Ucrânia acusa a Rússia de seguir bombardeando suas cidades, principalmente na região leste, após a retirada das tropas russas de Kiev, capital do país, que fica ao norte do país.

Jens Stoltenberg, secretário-geral da Otan, alertou na quarta-feira (6) que a guerra pode durar meses ou até anos e o secretário de Estado dos EUA, Anthony Blinken, prometeu apoio à Ucrânia a longo prazo.

A indignação com os assassinatos de civis na cidade ucraniana de Bucha, perto de Kiev, parece ter ampliado o apoio ocidental.

O chefe de política externa da UE, Josep Borrell, disse que um quinto pacote de sanções do bloco, que inclui a proibição do carvão, será anunciado até o fim desta semana. “Temos seguido uma abordagem progressiva”, disse ele a repórteres.

%d blogueiros gostam disto: