Secretário-Geral da ONU visita Ucrânia e comenta sobre Mariupol

O secretário-geral da ONU, António Guterres, se reuniu na quinta (28) com Volodymyr Zelensky, o presidente da Ucrânia. Após a conversa, o secretário conversou com jornalistas presentes sobre Mariupol, cidade ao sul do país que está em conflito desde o primeiro dia de guerra e sofre com graves questões humanitárias.

“Mariupol é uma crise dentro de uma crise. Milhares de civis precisam de ajuda que garanta a sobrevivência. Muitos são idosos que precisam de atenção médica ou que têm mobilidade limitada, eles precisam de uma rota para escapar do apocalipse”, afirmou.

Há a possibilidade de negociar para a criação de um corredor humanitário para algumas centenas de civis que estão em Azovstal, em uma usina siderúrgica.

“Só posso dizer que estamos fazendo tudo o que podemos para que isso (o corredor humanitário) possa acontecer, não vou fazer nenhum comentário que possa torpedear essa possibilidade”, disse ele.

A Rússia declarou vitória em Mariupol em 21 de abril, mas a cidade ainda conta com forças da Ucrânia lutando na usina de Azovstal, junto com civis que foram para lá em busca de abrigo.

Ao lado de Guterres, Zelensky disse: “Eu acredito e confio que o secretário-geral e nós podemos ter um resultado de sucesso”.

Antes da reunião, Guterres fez uma visita uma parte da cidade onde, de acordo com os ucranianos, tropas russas mataram civis no mês passado. Quando ele estava nas ruas, afirmou que a “guerra é um absurdo no século 21”.

Em sua primeira visita à Ucrânia desde o início da invasão russa em 24 de fevereiro, Guterres passou por edifícios em ruínas, ao lado de militares ucranianos e funcionários do governo local.

%d blogueiros gostam disto: