Reino Unido envia oito mil soldados para o leste europeu

Passados mais de dois meses de guerra na Ucrânia, vários países movimentaram suas ações militares, com fines específicos. O Reino Unido, por exemplo, enviou nesta sexta (29), oito mil soldados para o leste da Europa.

O comandante do Exército britânico, tenente-general Ralph Woods, afirmou que esta iniciativa busca “impedir a agressão em uma escala nunca vista na Europa neste século”. Estes militares poderão participar de exercícios que já estão sendo realizados com 18 mil soldados da OTAN, na Finlândia, Estônia, Letônia e Polônia, países que são próximos à Rússia.

Desde 24 de fevereiro, quando as agressões começaram, a União Europeia mandou cerca de 1,5 bilhões de euros em forma de armas para a Ucrânia. A Alemanha confirmou o envio de 50 tanques de defesa antiaérea Gepard e prevê a liberação de 100 veículos de combate de infantaria Marder e 88 Leopard 1A5, enquanto a Polônia enviou 50 tanques T-72 e cerca de US$ 1,6 milhões em armas.

“Os aliados da Otan estão se preparando para dar apoio durante um longo período de tempo e também ajudar a Ucrânia a fazer a transição, passando de antigos equipamentos da era soviética para armas e sistemas mais modernos da Otan que também exigirão mais treinamento”, declarou o Secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, também na última quinta (28).

%d blogueiros gostam disto: