Vladimir Putin justifica invasão na Ucrânia em desfile do Dia da Vitória em Moscou

Na segunda (9), a Rússia celebrou o Dia da Vitória com um tradicional desfile. A data comemora a vitória da então União Soviética em Berlim, derrotando Hitler e acabando com a II Guerra Mundial na Europa.

Na Europa, incluindo o Reino Unido, o Dia da Vitória é celebrado no dia 8 de maio. Entretanto, como os jornais ocidentais publicaram a notícia do fim da II Guerra antes do aguardado pelos Aliados. E como Moscou tem um fuso horário diferente, na Rússia a notícia chegou apenas no dia 9, data que seria a oficial para todos os países. Assim, apenas a Rússia celebra o evento neste dia.

Em meio a tensões, nas quais afirmava-se que Vladimir Putin poderia usar a data para “dar recados” para a Ucrânia ou outros países, como os da OTAN, ou os que pensam em entrar na aliança, como Suécia e Finlândia, o presidente russo apenas usou da voz para defender a “operação militar especial”, como chama o conflito no país vizinho.

Ao falar diretamente para as Forças Armadas, Putin declarou: “Vocês lutam pela pátria, por seu futuro”. O discurso aconteceu antes do desfile militar na Praça Vermelha de Moscou, que celebra a vitória contra os nazistas na Segunda Guerra Mundial.

Putin justificou sua decisão de invadir a Ucrânia, em 24 de fevereiro, sob a alegação de que as forças de Kiev preparavam um ataque contra os separatistas pró-Rússia no leste do país. Além disso, voltou a afirmar que os ucranianos queriam desenvolver armas nucleares, e recebiam apoio da OTAN. Voltou a chamar, também, o vizinho de “neonazista”.

“Estava sendo formada uma ameaça totalmente inaceitável, diretamente, em nossas fronteiras”, declarou, antes de voltar a acusar o país vizinho de neonazismo e classificar a ofensiva de “resposta preventiva”. “Foi a única decisão correta possível”, acrescentou.

As forças de segurança, que também participaram da marcha no centro de Moscou, estampavam a letra Z, que se tornou símbolo dos russos na invasão ucraniana, cuja letra está estampada em diversos veículos russos em combate.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: