Assessor de investimentos: é opção para investimento e proteção de patrimônio

Muitas pessoas conseguem atingir um patrimônio relevante quando chegam na melhor idade, no entanto não sabem como aproveitá-lo da melhor maneira possível, ou por desconhecerem o mercado financeiro ou por terem um nível muito básico de planejamento financeiro. Acontece que quando não se tem noção alguma sobre como investir ou proteger o patrimônio, os riscos de perdê-lo aumentam consideravelmente.

É nesse cenário que o assessor de investimentos se insere, a fim de orientar quem tem pouco planejamento e quer ter seu patrimônio investido ou protegido sem cometer erros. Cada pessoa tem sua trajetória, objetivos e perfil econômico, e levando em consideração esses fatores que o assessor busca, junto ao cliente, tomar a melhor medida para que o patrimônio seja protegido.

Sergio Molina explica que o assessor desenvolve um relacionamento profissional muito próximo ao cliente em relação a seus investimentos e seu padrão de vida. Com base nessas informações, o assessor pode trazer conhecimentos importantes sobre produtos e serviços, não só de investimentos, mas também de previdência e seguros, alinhados com os objetivos e a realidade financeira do seu cliente.

Importante lembrar que os investimentos não dizem respeito somente a aplicações dos rendimentos e de bens, mas também à própria vida. O trabalho de assessoria também se responsabiliza por garantir uma melhor escolha por parte do contratante em seguros. De acordo com Molina, toda pessoa que se preocupa com seu futuro e deseja começar ou melhorar a sua reserva financeira pode ser bastante favorecida pelo trabalho profissional de um assessor. O Head da Saron afirma também que isso tem sido possível pois cada vez mais clientes estão abertos a entender como as soluções disponíveis realmente podem ajudá-los na proteção pessoal, de sua família e de seus negócios.

A profissão é relativamente recente e se consolida no mercado há aproximadamente duas décadas. Segundo matéria divulgada pela revista Exame, ainda que cerca de 90% dos R$ 4 trilhões que os brasileiros têm aplicado estejam nos bancos, esse número já foi maior, chegando a 100%. Foram os Agentes Autônomos de Investimentos (AAI), como também são conhecidos os assessores, os grandes responsáveis pela migração dessa fatia para as corretoras. Ou seja, tal serviço pode oferecer mais diversificação nos investimentos para quem quer investir ou melhorar sua performance, mas não sabe por onde começar.

Para saber mais, basta acessar: www.saroninvestments.com.br

%d blogueiros gostam disto: