Expansão de trens na Europa criará uma nova rota entre Reino Unido e Alemanha

Três anos após o anúncio da criação de uma aliança para aumentar as rotas de trens na Europa, a companhia francesa de trens de alta velocidade Eurostar e a belga Thalys se fundiram, conforme divulgou o jornal britânico The Independent no dia 29 de abril.

Assim, o projeto Green Speed, que foi aprovado na Comissão Europeia na terça (26), criará novas conexões entre cinco países. Entre as novas rotas, haverá uma inédita: a linha Reino Unido-Alemanha.

Trens da Eurostar partem de Londres, atualmente, para a França (Paris, Lyon e Lille), Bélgica (Bruxelas) e Holanda (Amsterdã). Os trens da Thalys também atuam nos três países, como também na Alemanha. A integração das redes dos trilhos permitirá maiores operações de linhas no continente.

Entre as novas rotas previstas, estão uma linha de Londres a Colônia, em viagens previstas de 5 horas e 30 minutos. E também chegará em outras cidades como Düsseldorf, Essen, Aachen e Dortmund. Além disso, Bordeaux, na França, e Antuérpia e Liège, na Bélgica, também podem ser trechos adicionados na malha ferroviária.

A iniciativa, de acordo com a Comissão Europeia, espera que com maiores ofertas de destinos, os viajantes possam escolher serviços ambientalmente mais sustentáveis. As novas linhas funcionarão com o nome da Eurostar, que manterá o seu nome. Tanto a empresa estatal francesa de transporte sobre trilhos SNCF quanto a belga SNCB controlarão a operação.

A nova Eurostar planeja transportar 30 milhões de passageiros por ano na próxima década, contra os 18 milhões que já viajavam com ela em 2019, antes da pandemia.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: