Detrans GO e PB permitem aplicação de exame teórico em CFCs

Desde que a pandemia da Covid-19 pairou sobre a humanidade, várias atividades tiveram que se adaptar às recentes condições, incluindo os órgãos públicos, mesmo as autarquias, como o Detran. Nesse período, o processo de formação de condutores que inclui as etapas de aprendizado, com as aulas ministradas pelos Centros de Formação de Condutores (CFCs), e as etapas examinadoras contando com exames teórico e prático e o teste psicotécnico, também foi afetado. 

Durante a crise, os CFCs tiveram que mudar sua forma de execução das atividades. Algumas cidades prosseguiram com as atividades que contemplam a parte teórica da formação, transferindo-as para o formato digital, através de plataformas desenvolvidas preparadas para suprir esse modelo, e que ao mesmo tempo, pudessem certificar a presença dos alunos conforme a legislação. 

Com o auxílio da tecnologia de reconhecimento facial, plataformas de certificação da formação de condutores, como o SuperPrático Exame Teórico, um produto da empresa Vsoft, conseguiu proporcionar a realização dos exames teóricos através do monitoramento de movimentos durante a realização da prova e a autenticação dos candidatos. A prova teórico-técnica é composta por 30 questões que se desenrolam entre os temas de noções de primeiros socorros, legislação de trânsito, direção defensiva, mecânica e meio ambiente.

Com a volta das atividades presenciais, as mudanças para maximizar a comodidade dos candidatos à CNH não cessaram. Os Departamentos de Trânsito dos estados de Goiás e Paraíba decidiram em Portaria autorizar a aplicação do exame teórico-técnico monitorado nas dependências dos CFCs, através de sistema eletrônico regulamentado e apto ao cumprimento dos requisitos previstos por lei. Segundo o ato paraibano, divulgado em 13 de maio em Diário Oficial, a aprovação tem o intuito de desafogar as demandas antes sediadas nas dependências físicas do Detran. 

Além disso, o presidente do Sindicato dos CFCs da Paraíba destaca que o ato é um “sonho de muitos anos” e que ajudará a democratizar a formação de condutores, pois ajudará significativamente candidatos que moram no interior do estado e, até o momento, precisavam se deslocar para locais onde houvesse uma unidade do Detran apenas para realização do exame teórico.

A medida é válida para aqueles que estão em processo de formação para obter a primeira habilitação, como também para renovação da CNH, além da autorização de cursos de reciclagem de condutores infratores e especializados.

%d blogueiros gostam disto: