Tecnologia busca facilitar interação entre sindicatos e associados

Desde a primeira metade do século XX, as diversas organizações trabalhistas já se estruturavam a fim de criar uma rede onde diversas áreas das classes operárias pudessem tecer horizontes comuns, tanto no que diz respeito à garantia de direitos, quanto no que tange ao acesso a serviços comuns de interesse dos organizados.

Contudo, nas últimas décadas, a sociedade passou a se organizar de maneira cada vez mais digital e, neste sentido, acompanhar tais mudanças pode ser um desafio para organizações que têm como cerne a prática presencial de reuniões, filiações, deliberações, entre outros. Historicamente, os movimentos sindicais e de classes trabalhadoras têm por tradição as reuniões presenciais e o intercâmbio de informativos físicos, mas, não só o avanço digital, como também a crise sanitária do novo coronavírus, mudaram a perspectiva possível para tais agremiações.

Pensando nessas nuances e mudanças sem querer descaracterizar a proposta das organizações, a Interligados desenvolveu o SINDICAPP, um aplicativo que busca promover ferramentas para que, de forma virtual, os participantes possam exercer as atividades necessárias para a organização trabalhista. 

O SINDICAPP foi desenvolvido visando melhorar a gestão de Sindicatos e Associações Classistas, com objetivos de aproximar os trabalhadores com essas entidades, aumentando a adesão de novos associados e fidelizando os que lá estão.

As possibilidades de um aplicativo para sindicatos e entidades de classe

A partir de um aparelho celular, afirma Leonardo Portugal, Diretor comercial da Interligados, é possível desenvolver funções como realizar o processo de filiação online, opções de anexar documentos e fotos; ou elaborar enquetes. As pesquisas de opiniões online são ótimas opções de medir o grau de satisfação de cada associado. Além disso, tal tecnologia permite o agendamento digital. Serviços como agendamentos, por exemplo, podem ser realizados de forma online; pagar boletos, consultar processos, consultar 2º vias. Os associados podem consultar e baixar documentos de qualquer dispositivo mobile, a qualquer hora, e em qualquer lugar, 24h ao dia. 

Leonardo afirma que entidades como o Sindicato dos Policiais Federais no estado do Rio de Janeiro), o SSDPFRJ (Sindicato da Polícia Federal no Rio de Janeiro), COLPOL (Coligação dos Policiais Civis do RJ) e o SINPRF (Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no estado do Rio de Janeiro aderiram à ferramenta a fim de desenvolver uma atividade mais próxima com seus associados. 

Uma perspectiva possível segundo o diretor diz respeito a redução de gastos e poluição decorrente da substituição de documentos físicos, como jornais, folders, revistas, panfletos, formulários e fichas de inscrição em papel. Além disso, atendimentos e chamadas telefônicas também podem ser substituídos pelas ferramentas análogas que o SINDICAPP oferece.

Por fim, é importante ressaltar que tal tecnologia serve não somente para sindicatos, mas para organizações que precisam integrar a comunicação entre seus filiados e membros de maneira digital, sem perder as características inerentes das interações presenciais, como deliberações, troca de informações, organização de reuniões, e o principal, fidelizar e aumentar o número de filiados, oferecendo benefícios reais, entre outros. 

%d blogueiros gostam disto: