Homem que foi preso armado próximo à residência de Elizabeth II irá a julgamento

Um tribunal no Reino Unido está com processo com um homem cuja acusação é a de ameaça de morte à rainha Elizabeth II. A Polícia Metropolitana de Londres afirma que o suspeito estava com uma balestra (uma espécie de arco e flecha adaptado) nos arredores do Castelo de Windsor, no dia de Natal do ano passado.

Jaswant Singh Chail, de 20 anos, é quem está sob custódia desde o Natal passado, quando foi preso próximo à residência real. A polícia alegou que ele tentava invadir o local armado, por isso foi preso.

Neste dia, a rainha Elizabeth II estava no local, para o almoço de Natal com o Príncipe Charles, seu filho, e Camilla Parker-Bowles, a Duquesa da Cornualha. O jovem foi enquadrado, pelo Comando Antiterrorista, na Lei de Traição de 1842, que diz que é uma ofensa portar armas na presença da rainha, com a intenção de ferí-la, alarmá-la ou causar violação da paz.

O último indivíduo que havia sido preso nas mesmas condições foi Marcus Sarjeant, em 1981, quando disparou tiros de festim contra a rainha no desfile Trooping the Color, cerimônia da infantaria britânica. Chail, residente da cidade portuária de Southampton, deverá comparecer ao julgamento no Tribunal de Magistrados de Westminster em 17 de agosto.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: