Reino Unido e França tiveram o mês de julho mais seco desde 1935

A onda de calor na Europa continua forte, trazendo novas marcas para os países da região, como Reino Unido e França, que registraram o julho mais seco, em ambos os países, desde 1935. “O Reino Unido teve apenas 35% de sua precipitação média do mês”, disse o serviço meteorológico nacional britânico em comunicado na segunda-feira (1).

O sul e o leste do Reino Unido foram as regiões mais afetadas pela falta de chuvas, uma vez que apenas 17% das chuvas esperadas caíram nestes locais, o menor valor registrado desde 1836. Além das poucas chuvas, regiões como Lincolnshire registraram, pela primeira vez em sua história, mais de 40ºC de temperatura.

Na França, por sua vez, o mês de julho foi o mais seco no país desde 1959, com apenas 7,8 milímetros de chuva nos dias deste mês. Christophe Béchu, ministro da Transição Ecológica do país, também afirmou que o déficit hídrico chegou a 88%.

A onda de calor também gerou problemas variados, como os muitos incêndios florestais que, segundo os bombeiros de Londres, trouxeram os dias mais agitados para a corporação, desde os dias da Segunda Guerra Mundial, quando a capital britânica e outras cidades foram bombardeadas pelos nazistas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: